Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filter by Categories
Acesso Rápido RE
Acesso Rápido RU
Ações de Extensão
Almoço
Alojamento e Convivência
ASSUNTOS ADMINSTRATIVOS
ASSUNTOS ESTUDANTIS
ASSUNTOS FINANCEIROS
Atualizações do Diário Oficial
Auditórias Anuais
Banco de Legislação - Financeiro
Bolsas Assuntos Estudantis
Caderno Extensão
Calendário
Câmara de Extensão
Cantinas
Cardápio do Restaurante Universitário
Carga Horária Diretrizes Curriculares
Centro de Memória
Clipping
COAP
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar Graduação
Composição Câmara de Graduação
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Contrato de Obras
Coordenador de Comunicação Social
CORIN
CPPD
Cursos de Pós-Graduação
DAC
DCF
DEL
Deliberações - CPPD
Deliberações COAP
Desenvolvimento Institucional
Desjejum
DGCC
Diretrizes Curriculares Nacionais
Diretrizes Gerais
DLI
Documentos Fórum das Coordenações
DPPEx
DRCI
Dúvidas Financeiro
Dúvidas Frequentes RE
Dúvidas Frequentes RU
Dúvidas Monitoria Graduação
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais Corin
Editais em Aberto
Editais em Andamento
Editais Fechado
Empresas Juniores
Equipamentos Multiusuários
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe e Contatos
Espaços Físicos Comerciais
Estágio Ouvididoria
EXTENSÃO
Extratos de Convênio
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco Imprensa
Fale Conosco PROPLADI
Finanças DCF
Formulário Cursos
Formulários - CPPD
Formulários Acadêmicos
Formulários Câmara de Graduação
Formulários COAP
Formulários Cursos Extensão
Formulários DCF
Formulários DP
Formulários Equipe de Trabalho Extensão
Formulários Eventos Extensão
Formulários Monitoria Graduação
Formulários NAAP
Formulários PICDT
Formulários Prefeitura
Formulários Prestação de Contas
Formulários Prestação de Serviços Extensão
Formulários Programas Extensão
Formulários Projetos Extensão
Formulários Publicação Extensão
Formulários STA
Glossário
GRADUAÇÃO
Grupo de Estudo
Grupos PET
Informações para cadastro
informes Mobilidade Acadêmica Intra-campi
Informes Parfor
Iniciação Científica
INSTITUCIONAL
Jantar
Jornal da Graduação
Jornalista
Laboratórios
Lato Sensu
Legislação Docentes
Legislação NULEP
Legislação Ouvidoria
Legislação Técnicos Administrativos
Lei Orçamentária Anual
Leis - CPPD
Links
Links
Links Extensão
Links PARFOR
Links Pós-Graduação
Links úteis NULEP
Links Úteis Servidor
Logotipos
Manuais NULEP
Mão de Obra Terceirizada
Militantes
MOBILIDADE INTRA-CAMPI
MOBILIDADE NACIONAL
Normas
Normas Curso
Normas de Extensão
Normas Financeiro
Notícia
Notícia Destaque
Noticia Pós-Graduação
Notícias
Notícias
Notícias
Notícias Assuntos Estudantis
Notícias CPPD
Notícias da Extensão
Notícias de Cantinas e Espaços Físicos
Notícias Graduação
Notícias Orçamento e Finanças
Notícias Prefeitura
Notícias Rural Semanal
Notícias Servidor
Notícias Servidor S/Imagem
Notícias Terceirizados
Ouvidora
Ouvidoria
PARFOR
PET
Planejamento Institucional
Portal do Serividor
Portarias
Portarias Financeiro
PÓS-GRADUAÇÃO
Práticas Específicas
Pré-Enem Nova Iguaçu
Pré-Enem Seropédica
Prefeitura
Prestação de Contas
Principais Orientações - Coaaf
Principais Orientações - Copag
Pró-Reitor Adjunto PROPLADI
Pró-Reitor PROPLADI
Pró-Reitor(a) Adjunto de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) Adjunto de Extensão
Pró-Reitor(a) Adjunto de Graduação
Pró-reitor(a) Adjunto de Pesquisa e Pós Graduação
Pró-Reitor(a) de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) de Extensão
Pró-Reitor(a) de Graduação
Pró-Reitor(a) de Pesquisa e Pós Graduação
Processo Seletivo Mobilidade Acadêmica Nacional
Processo Seletivo PARFOR
Processo Seletivo PET
PROEXT
Programas
PROPLADI
Publicações
Publicações Graduação
Regional ou Cultural
Reitor
Relatórios DCF
Relatórios de Gestão
Religioso ou Ecumênico
Revista Extensão
Rural Semanal
Secretaria Administrativa
Secretaria de Registros Acadêmicos - Solicitações
Secretaria Ouvidoria
Sem categoria
Serviços gerais
Serviços para servidor
Servidor na Mídia
Stricto Sensu
Terceirizados
Treinamentos e Palestras Financeiro
UFRRJ Ciência
Vice-Reitor
Vídeos Imprensa
Portal UFRRJ > INSTITUCIONAL > Notícia Destaque > Taxonomistas da UFRRJ descobrem nova espécie de planta

Taxonomistas da UFRRJ descobrem nova espécie de planta

Equipe de pesquisadores têm realizado estudos de campo no Parque Natural Municipal do Curió há mais de uma década.

 

A taxonomia é uma das ciências responsáveis por desvendar a riqueza de espécies existentes em território brasileiro, considerado um dos mais biodiversos do planeta. Especializados em reconhecer, classificar e nomear os organismos, os taxonomistas se empenham na busca por animais, fungos ou plantas que ainda não foram registrados pela ciência.

Ruellia capotyra Braz & I. Azevedo

A Ruellia capotyra (“flor da mata”, em tupi-guarani) é a descoberta mais recente feita por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores e alunos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) coordenada pela professora e taxonomista Denise Braz (Departamento de Botânica). Encontrada no Parque Natural Municipal do Curió, em Paracambi (RJ), a nova espécie foi reconhecida pela revista científica Systemic Botanic no mês passado.

 

Desde 2007, Denise e sua equipe têm realizado pesquisas de campo, no Parque do Curió, dedicadas ao estudo de plantas pertencentes à família Acanthaceae que lá ocorrem. A espécie Justicia paracambi Braz foi o primeiro achado do grupo. Batizada em homenagem ao local, a planta teve sua descoberta reconhecida pela revista Phytotaxa em 2015.

 

Mas, afinal, como funciona o processo de descoberta de um vegetal?

 

Caminhos da pesquisa

“O taxonomista começa pela escolha de um grupo a ser estudado, que comumente se dá pela sugestão de professores-orientadores ou outros especialistas em taxonomia e pode seguir critérios como: importância econômica, importância ecológica, poucos conhecimentos, riqueza de espécies, abundância de indivíduos, representatividade em determinado local, entre outros”, explica a pesquisadora, que já soma 20 anos de experiência na área.

Escolhido o grupo, a próxima etapa é o seu reconhecimento através da observação em natureza ou em coleções específicas de museus, como os herbários – no caso das plantas.

A seguir, é feito um estudo detalhado das características morfológicas do organismo coletado, que permite, ao mesmo tempo, verificar a proximidade e realizar uma diferenciação entre a espécie encontrada e outras diferentes ou de grupos próximos a ela. Por meio desse estudo, é possível delimitar as características exclusivas do organismo coletado e classificá-lo de acordo com as categorias taxonômicas que reúnem as espécies (gênero, família, ordem, classe, filo e reino).

Justicia paracambi Braz

O taxonomista ainda é responsável pela denominação correta da espécie, de acordo com normas específicas da nomenclatura botânica. A etapa final de todo o processo é a publicação da descoberta em uma revista científica especializada. Somente após a sua publicação a nova espécie passa a ser reconhecida.

Após a coleta, ambas as espécies descobertas pelo grupo de pesquisa foram registradas no Herbário do Departamento de Botânica da UFRRJ – ou RBR, como é reconhecido internacionalmente. Fundado em 1916, sua coleção já ultrapassa a marca de 50.000 amostras vegetais desidratadas (exsicatas) que servem de referência sobre a vegetação e flora da região do Rio de Janeiro. Atualmente, além do Parque Natural Municipal do Curió, o RBR também possui projetos de pesquisas em outras áreas como a Reserva Biológica de Tinguá, o Parque Nacional do Itatiaia e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

 

Conhecer para preservar

A amostragem e registro de novas espécies em coleções científicas auxiliam na construção de um inventário de informações importantes sobre a biodiversidade do Brasil. Através dessas informações, é possível, por exemplo, mapear a distribuição de espécies endêmicas, raras ou em risco de extinção pelas regiões do país. Dados como esse, além de servir como material para estudos taxonômicos e de outros ramos da ciência, também podem ser usados como base para a elaboração de políticas públicas de conservação e preservação de espécies.

Recentemente, uma parceria entre o Jardim Botânico do Rio de Janeiro e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) resultou na produção do maior banco de dados da flora brasileira em um sistema online: o Flora do Brasil Online 2020. Construído com o apoio de diferentes pesquisadores e instituições de pesquisa, o sistema reúne informações-chave sobre 48.369 espécies de fungos, plantas e algas reconhecidas por taxonomistas brasileiros e estrangeiros em pesquisas de campo pelo país.

 

Por João Gabriel Castro, estagiário de jornalismo científico da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS/UFRRJ).

Fotos: Divulgação Departamento de Botânica/UFRRJ

 

Leia as outras notícias sobre pesquisa e divulgação de pesquisas da UFRRJ no link clicando aqui.


Postado em 09/06/2020 - 16:09

Notícias Relacionadas

Para cuidar melhor das áreas protegidas
Pesquisa da UFRRJ investiga papel de farmacêuticos no combate à Covid-19
Estudo da UFRRJ avalia impacto das medidas de auxílio emergencial sobre a economia do país
Tremor de terra em Seropédica não deve preocupar moradores
Catálogo apresenta diversidade de aves no CTUR

Últimas Notícias

Skip to content