Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filter by Categories
Acesso Rápido RE
Acesso Rápido RU
Ações de Extensão
Almoço
Alojamento e Convivência
ASSUNTOS ADMINSTRATIVOS
ASSUNTOS ESTUDANTIS
ASSUNTOS FINANCEIROS
Atualizações do Diário Oficial
Auditórias Anuais
Banco de Legislação - Financeiro
Bolsas Assuntos Estudantis
Caderno Extensão
Calendário
Câmara de Extensão
Cantinas
Cardápio do Restaurante Universitário
Carga Horária Diretrizes Curriculares
Centro de Memória
Clipping
COAP
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar Graduação
Composição Câmara de Graduação
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Contrato de Obras
Coordenador de Comunicação Social
CORIN
CPPD
Cursos de Pós-Graduação
DAC
DCF
DEL
Deliberações - CPPD
Deliberações COAP
Desenvolvimento Institucional
Desjejum
DGCC
Diretrizes Curriculares Nacionais
Diretrizes Gerais
DLI
Documentos Fórum das Coordenações
DPPEx
DRCI
Dúvidas Financeiro
Dúvidas Frequentes RE
Dúvidas Frequentes RU
Dúvidas Monitoria Graduação
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais Corin
Editais em Aberto
Editais em Andamento
Editais Fechado
Empresas Juniores
Equipamentos Multiusuários
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe e Contatos
Espaços Físicos Comerciais
Estágio Ouvididoria
EXTENSÃO
Extratos de Convênio
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco Imprensa
Fale Conosco PROPLADI
Finanças DCF
Formulário Cursos
Formulários - CPPD
Formulários Acadêmicos
Formulários Câmara de Graduação
Formulários COAP
Formulários Cursos Extensão
Formulários DCF
Formulários DP
Formulários Equipe de Trabalho Extensão
Formulários Eventos Extensão
Formulários Monitoria Graduação
Formulários NAAP
Formulários PICDT
Formulários Prefeitura
Formulários Prestação de Contas
Formulários Prestação de Serviços Extensão
Formulários Programas Extensão
Formulários Projetos Extensão
Formulários Publicação Extensão
Formulários STA
Glossário
GRADUAÇÃO
Grupo de Estudo
Grupos PET
Informações para cadastro
informes Mobilidade Acadêmica Intra-campi
Informes Parfor
Iniciação Científica
INSTITUCIONAL
Jantar
Jornal da Graduação
Jornalista
Laboratórios
Lato Sensu
Legislação Docentes
Legislação NULEP
Legislação Ouvidoria
Legislação Técnicos Administrativos
Lei Orçamentária Anual
Leis - CPPD
Links
Links
Links Extensão
Links PARFOR
Links Pós-Graduação
Links úteis NULEP
Links Úteis Servidor
Logotipos
Manuais NULEP
Mão de Obra Terceirizada
Militantes
MOBILIDADE INTRA-CAMPI
MOBILIDADE NACIONAL
Normas
Normas Curso
Normas de Extensão
Normas Financeiro
Notícia
Notícia Destaque
Noticia Pós-Graduação
Notícias
Notícias
Notícias
Notícias Assuntos Estudantis
Notícias CPPD
Notícias da Extensão
Notícias de Cantinas e Espaços Físicos
Notícias Graduação
Notícias Orçamento e Finanças
Notícias Prefeitura
Notícias Rural Semanal
Notícias Servidor
Notícias Servidor S/Imagem
Notícias Terceirizados
Ouvidora
Ouvidoria
PARFOR
PET
Planejamento Institucional
Portal do Serividor
Portarias
Portarias Financeiro
PÓS-GRADUAÇÃO
Práticas Específicas
Pré-Enem Nova Iguaçu
Pré-Enem Seropédica
Prefeitura
Prestação de Contas
Principais Orientações - Coaaf
Principais Orientações - Copag
Pró-Reitor Adjunto PROPLADI
Pró-Reitor PROPLADI
Pró-Reitor(a) Adjunto de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) Adjunto de Extensão
Pró-Reitor(a) Adjunto de Graduação
Pró-reitor(a) Adjunto de Pesquisa e Pós Graduação
Pró-Reitor(a) de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) de Extensão
Pró-Reitor(a) de Graduação
Pró-Reitor(a) de Pesquisa e Pós Graduação
Processo Seletivo Mobilidade Acadêmica Nacional
Processo Seletivo PARFOR
Processo Seletivo PET
PROEXT
Programas
PROPLADI
Publicações
Publicações Graduação
Regional ou Cultural
Reitor
Relatórios DCF
Relatórios de Gestão
Religioso ou Ecumênico
Revista Extensão
Rural Semanal
Secretaria Administrativa
Secretaria de Registros Acadêmicos - Solicitações
Secretaria Ouvidoria
Sem categoria
Serviços gerais
Serviços para servidor
Servidor na Mídia
Stricto Sensu
Terceirizados
Treinamentos e Palestras Financeiro
UFRRJ Ciência
Vice-Reitor
Vídeos Imprensa
Portal UFRRJ > INSTITUCIONAL > Notícia Destaque > Pesquisa da UFRRJ aponta cupins como principal causa da queda de árvores no norte do RJ

Pesquisa da UFRRJ aponta cupins como principal causa da queda de árvores no norte do RJ

Por João Gabriel Castro (*)

 

A chegada do verão é, para a maioria dos cariocas, a garantia de finais de semana de lazer nas praias da cidade. Já para as autoridades, o início da estação mais quente é motivo de alerta. Ao longo dos anos, o Rio de Janeiro tem sofrido inúmeros prejuízos causados pelo grande número de chuvas fortes e temporais que atingem todo o estado de dezembro a março. Entre os transtornos, a queda de árvores pela cidade é um dos que mais se destacam. Por onde caem, elas fecham vias, destroem veículos e arrebentam cabos de energia. Em 2019, de acordo com a Secretaria Municipal da Casa Civil, foram registrados 186 casos de queda de árvores pela cidade em apenas um dia de chuva no mês de fevereiro.

 

Especialistas apontam que, somados, a chuva, o vento forte e a falta de manutenção das árvores são os principais responsáveis pelos casos de desabamento. Mas, estes não são os únicos. Em um estudo de campo feito no município de Campos dos Goytacazes, interior do Rio, Vinicius Siqueira Gazal, professor do Departamento de Entomologia e Fitopatologia da UFRRJ, e sua equipe encontraram uma outra causa: as infestações de cupins.

 

“Passando rapidamente por algumas árvores [do município de Campos], nós observamos que tinham infestações de cupins em algumas delas. Então, nós resolvemos mensurar isso de uma forma metodológica. Perguntamos: qual a porcentagem dessas árvores estão mal cuidadas e, por consequência, passam a ser infestadas por cupins? E quais os danos dessas infestações?”, explica.

 

A pesquisa, que contou com a colaboração de pesquisadores e alunos do curso de Agronomia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), percorreu 16 bairros da área urbana de Campos dos Goytacazes. Em cada bairro, foram sorteados cinco quarteirões. Nestes, foram percorridos 200 metros lineares de algumas ruas, passando por todas as árvores presentes nos dois lados da calçada. Além das árvores, três residências e/ou edificações também foram inspecionadas em cada rua.

 

Através de identificação visual e de uma planilha de diagnóstico de danos, foram analisados: a espécie de cada árvore, se o tronco estava oco ou não, se os galhos estavam podados e se havia infestação de cupim. Já nas residências, foram feitas entrevistas com os moradores e inspeções no recinto para verificar a presença de cupins e, posteriormente, apurar quais eram as espécies deles em laboratório.

Os resultados mostraram que pelo menos uma rua em cada bairro analisado apresentou ocorrência de cupins, nas árvores ou dentro das casas. As espécies nativas mais encontradas foram as Nasutitermes corniger e Microcerotermes strunckii. Além delas, também se destacaram as exóticas Cryptotermes brevis e Coptotermes gestroi, que são espécies classificadas como pragas em áreas urbanas de várias partes do mundo.

 

O cupim Coptotermes gestroi foi apontado como o principal inimigo de árvores e residências aqui no Brasil. Por ser uma espécie subterrânea, ele ataca a árvore da raiz até a medula sem deixar vestígios externos de infestação. Essa ataque faz com que a árvore fique oca. Uma vez oca, ela não mais resiste à ventania oriunda de tempestades e acaba indo ao chão.

 

Segundo Vinicius, os resultados também servem de alerta para o impacto da ação humana no meio ambiente. “Quando você ocupa áreas de vegetação natural para construir condomínios e edificações, você está invadindo um habitat e transformando esse ecossistema em instável. E o inseto não vai morrer de fome.  Para sobreviver, ele se adapta ao ambiente urbano através de árvores mal cuidadas. Mas, com o desmatamento, essas árvores vão se extinguindo. Então, os materiais de origem celulósica das edificações passam a ser a nova fonte de alimento para os cupins nativos destes locais. […] Se continuarmos assim, não só os cupins, mas outros animais também vão se tornar pragas urbanas”, afirma.

 

Ainda de acordo com o pesquisador, a ideia é dar continuidade a pesquisa em outras áreas do estado. “A primeira coisa é a gente conhecer o que está atacando, para depois traçar estratégias e alternativas de controle e prevenção desses ataques dessas espécies de cupins. Acredito que essa pesquisa vai se repetir em outras cidades, não vejo muita diferença em relação ao que aconteceu em Campos”, conta.

 

As conclusões da primeira fase do estudo foram publicados em forma de artigo científico na edição 2019.1 da Revista Colombiana de Entomologia, veículo oficial de divulgação científica da Sociedade Colombiana de Entomologia (Socolen). Através de publicações semestrais, a revista trabalha com contribuições de pesquisadores nacionais e estrangeiros, sócios ou não da Socolen.

Vinicius Siqueira Gazal, Departamento de Entomologia e Fitopatologia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Bolsista de jornalismo da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS/UFRRJ)

 

Você gostaria de sugerir uma pauta para divulgação de trabalhos científicos produzidos na UFRRJ?

Escreva para nós: http://institucional.ufrrj.br/ccs/sugestao-de-pauta/


Postado em 03/02/2020 - 11:36

Notícias Relacionadas

Para cuidar melhor das áreas protegidas
Pesquisa da UFRRJ investiga papel de farmacêuticos no combate à Covid-19
Estudo da UFRRJ avalia impacto das medidas de auxílio emergencial sobre a economia do país
Tremor de terra em Seropédica não deve preocupar moradores
Catálogo apresenta diversidade de aves no CTUR

Últimas Notícias

Skip to content