Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filter by Categories
Acesso Rápido RE
Acesso Rápido RU
Ações de Extensão
Almoço
Alojamento e Convivência
ASSUNTOS ADMINSTRATIVOS
ASSUNTOS ESTUDANTIS
ASSUNTOS FINANCEIROS
Atualizações do Diário Oficial
Auditórias Anuais
Banco de Legislação - Financeiro
Bolsas Assuntos Estudantis
Caderno Extensão
Calendário
Câmara de Extensão
Cantinas
Cardápio do Restaurante Universitário
Carga Horária Diretrizes Curriculares
Centro de Memória
Clipping
COAP
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar Graduação
Composição Câmara de Graduação
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Contrato de Obras
CORIN
CPPD
Cursos de Pós-Graduação
DAC
DCF
DEL
Deliberações - CPPD
Deliberações COAP
Desenvolvimento Institucional
Desjejum
DGCC
Diretrizes Curriculares Nacionais
Diretrizes Gerais
DLI
Documentos Fórum das Coordenações
DPPEx
DRCI
Dúvidas Financeiro
Dúvidas Frequentes RE
Dúvidas Frequentes RU
Dúvidas Monitoria Graduação
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais Corin
Editais em Aberto
Editais em Andamento
Editais Fechado
Empresas Juniores
Equipamentos Multiusuários
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe e Contatos
Espaços Físicos Comerciais
Estágio Ouvididoria
EXTENSÃO
Extratos de Convênio
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco Imprensa
Fale Conosco PROPLADI
Finanças DCF
Formulário Cursos
Formulários - CPPD
Formulários Acadêmicos
Formulários Câmara de Graduação
Formulários COAP
Formulários Cursos Extensão
Formulários DCF
Formulários DP
Formulários Equipe de Trabalho Extensão
Formulários Eventos Extensão
Formulários Monitoria Graduação
Formulários NAAP
Formulários PICDT
Formulários Prefeitura
Formulários Prestação de Contas
Formulários Prestação de Serviços Extensão
Formulários Programas Extensão
Formulários Projetos Extensão
Formulários Publicação Extensão
Formulários STA
Glossário
GRADUAÇÃO
Grupo de Estudo
Grupos PET
Informações para cadastro
informes Mobilidade Acadêmica Intra-campi
Informes Parfor
Iniciação Científica
INSTITUCIONAL
Jantar
Jornal da Graduação
Laboratórios
Lato Sensu
Legislação Docentes
Legislação NULEP
Legislação Ouvidoria
Legislação Técnicos Administrativos
Lei Orçamentária Anual
Leis - CPPD
Links
Links
Links Extensão
Links PARFOR
Links Pós-Graduação
Links úteis
Links úteis NULEP
Links Úteis Servidor
Logotipos
Manuais NULEP
Mão de Obra Terceirizada
Militantes
MOBILIDADE INTRA-CAMPI
MOBILIDADE NACIONAL
Normas
Normas Curso
Normas de Extensão
Normas Financeiro
Notícia
Notícia Destaque
Noticia Pós-Graduação
Notícias
Notícias
Notícias
Notícias Assuntos Estudantis
Notícias CPPD
Notícias da Extensão
Notícias de Cantinas e Espaços Físicos
Notícias Graduação
Notícias Orçamento e Finanças
Notícias Prefeitura
Notícias Rural Semanal
Notícias Servidor
Notícias Servidor S/Imagem
Notícias Terceirizados
Ouvidora
Ouvidoria
PARFOR
PET
Planejamento Institucional
Portal do Serividor
Portarias
Portarias Financeiro
PÓS-GRADUAÇÃO
Práticas Específicas
Pré-Enem Nova Iguaçu
Pré-Enem Seropédica
Prefeitura
Prestação de Contas
Principais Orientações - Coaaf
Principais Orientações - Coapen
Principais Orientações - Cocad
Principais Orientações - Copag
Pró-Reitor Adjunto de Assuntos Adminstrativos
Pró-reitor Adjunto de Assuntos Financeiros
Pró-Reitor Adjunto PROPLADI
Pró-Reitor de Assuntos Administrativos
Pró-reitor de Assuntos Financeiros
Pró-Reitor PROPLADI
Pró-Reitor(a) Adjunto de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) Adjunto de Extensão
Pró-Reitor(a) Adjunto de Graduação
Pró-reitor(a) Adjunto de Pesquisa e Pós Graduação
Pró-Reitor(a) de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) de Extensão
Pró-Reitor(a) de Graduação
Pró-Reitor(a) de Pesquisa e Pós Graduação
Processo Seletivo Mobilidade Acadêmica Nacional
Processo Seletivo PARFOR
Processo Seletivo PET
PROEXT
Programas
Programas
Projetos encerrados
Projetos vigentes
PROPLADI
Publicações
Publicações Graduação
Regional ou Cultural
Reitor
Relatórios DCF
Relatórios de Gestão
Religioso ou Ecumênico
Revista Extensão
Rural Semanal
Secretaria Administrativa
Secretaria de Registros Acadêmicos - Solicitações
Secretaria Ouvidoria
Sem categoria
Serviços gerais
Serviços para servidor
Servidor na Mídia
Stricto Sensu
Terceirizados
Treinamentos e Palestras Financeiro
UFRRJ Ciência
Vice-Reitor
Vídeos Imprensa
Portal UFRRJ > INSTITUCIONAL > Notícia > Como o brasileiro vê a ciência

Como o brasileiro vê a ciência

Em pesquisa sobre percepção pública, maioria dos entrevistados reconhece a importância da ciência, mas não consegue apontar uma instituição de pesquisa do país

 

Por João Gabriel Castro (*)

A maioria dos brasileiros tem interesse por ciência e tecnologia (C&T), mas poucos se informam sobre a produção científica no país. É o que revelou a quinta edição da pesquisa ‘Percepção Pública da C&T no Brasil 2019’. Realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações  (MCTIC), em parceria com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o levantamento ouviu 2,2 mil pessoas, entre 16 e 75 anos, residentes de todas as regiões do Brasil.

A iniciativa ainda contou com a colaboração do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia (INCTCPCT) e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Seguindo os moldes das demais edições (realizadas em 1987, 2006, 2010 e 2015), o estudo teve como objetivo conhecer a visão, o interesse e o grau de informação da população em relação à C&T no país.

Do total de entrevistados, 73% acreditam que a ciência e tecnologia trazem benefícios para a sociedade e 62% se dizem interessados por algum assunto relacionado à área. A maior parte também enxerga a ciência como um “importante instrumento capaz de solucionar problemas” e defende um aumento no número de investimentos por parte do governo em C&T.

No entanto, além dessa visão positiva, a pesquisa também trouxe dados preocupantes. Por falta de tempo ou interesse, grande parte dos brasileiros não visitam ou participam de atividades em espaços de C&T como, por exemplo, museus e bibliotecas. E, apesar da facilidade do acesso às mídias, o consumo de informações sobre C&T nos principais meios de comunicação diminuiu. A maioria da população diz buscar “nunca” ou “raramente” informações sobre C&T em qualquer mídia. Consequentemente, 90% dos entrevistados não souberam nomear um cientista brasileiro e 88% não souberam apontar uma instituição que faz pesquisa no país. Nem mesmo as universidades, consideradas fontes de informação confiáveis, foram lembradas.

A falta de informação acerca da C&T tem um impacto direto no cotidiano da população. Uma análise da familiaridade dos participantes com fatos ou noções simples da ciência mostrou o alto nível de desconhecimento dos brasileiros a respeito de temas básicos. Dos cidadãos entrevistados, boa parte (78%) acredita que antibióticos servem para matar vírus. Além disso, pouco mais da metade (54%) considera que os cientistas “estão exagerando sobre os efeitos das mudanças climáticas”.

 

Divulgar é preciso

Os resultados obtidos pela edição de 2019 do estudo de Percepção Pública da Ciência e Tecnologia no Brasil tornam evidente a necessidade de investimento em divulgação científica no país. A ciência brasileira enfrenta, desde 2017, um cenário de crise. O contingenciamento de recursos e os cortes no orçamento ameaçam não só as principais agências de fomento do país, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), mas também o apoio a instituições de ensino e pesquisa.

Aproximar a ciência e o conhecimento produzido pelas universidades e institutos de pesquisa brasileiros de um público mais amplo e leigo, por meio de divulgação, é uma maneira de valorizar as instituições e o trabalho dos pesquisadores. Isso mostra à sociedade o retorno do investimento feito por ela através do pagamento de impostos. Além do mais, a percepção pública a respeito da ciência pode interferir na tomada de decisões políticas referentes à essa área. A longo prazo, a educação e a produção de conhecimento estimulam o desenvolvimento do país. Por isso, é extremamente importante instigar a curiosidade e o interesse da população, sobretudo a parcela mais jovem, pela pesquisa científica no Brasil.

Um relatório recente da empresa de análise de dados Clarivate Analytics, encomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), apontou que as universidades públicas brasileiras são responsáveis por 95% da produção científica do país. Logo, a divulgação do conhecimento produzido nesses espaços se torna uma responsabilidade das próprias instituições e de sua comunidade científica.

 

A divulgação científica na UFRRJ

Um jardim de ensino, pesquisa e extensão

Projeto divulga pesquisas sobre Mata Atlântica e Ciência do Solo

Egressos da Rural ensinam história em passeios na cidade do Rio

Professor da UFRRJ usa podcasts para debater temas da química

 

(*) Bolsista de jornalismo da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS/UFRRJ)

 

Publicado originalmente no Rural Semanal 10/2019.

 


Você também faz um trabalho de divulgação científica na UFRRJ?

Escreva para nós: comunicacao@ufrrj.br

 


Postado em 17/10/2019 - 15:02 - Atualizado em 07/02/2020 - 11:14

Notícias Relacionadas

UFRRJ registra primeira planta melhorada de arroz vermelho no Ministério da Agricultura
Pesquisa da UFRRJ analisa o enfrentamento ao racismo nos EUA através da arte ativista
Projeto Zebrafish: a Ciência como ponte entre a Universidade e o ensino básico
UFRRJ divulga mapas diários sobre avanço da Covid-19 no Rio
UFRRJ celebra convênio para desenvolver pesquisas científicas com cânabis

Últimas Notícias

Skip to content