Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filter by Categories
Acesso Rápido RE
Acesso Rápido RU
Ações de Extensão
Almoço
Alojamento e Convivência
ASSUNTOS ADMINSTRATIVOS
ASSUNTOS ESTUDANTIS
ASSUNTOS FINANCEIROS
Atualizações do Diário Oficial
Auditórias Anuais
Banco de Legislação - Financeiro
Bolsas Assuntos Estudantis
Caderno Extensão
Calendário
Câmara de Extensão
Cantinas
Cardápio do Restaurante Universitário
Carga Horária Diretrizes Curriculares
Centro de Memória
Clipping
COAP
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar
Como Chegar Graduação
Composição Câmara de Graduação
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Comunicados Oficiais
Contrato de Obras
CORIN
CPPD
Cursos de Pós-Graduação
DAC
DCF
DEL
Deliberações - CPPD
Deliberações COAP
Desenvolvimento Institucional
Desjejum
DGCC
Diretrizes Curriculares Nacionais
Diretrizes Gerais
DLI
Documentos Fórum das Coordenações
DPPEx
DRCI
Dúvidas Financeiro
Dúvidas Frequentes RE
Dúvidas Frequentes RU
Dúvidas Monitoria Graduação
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais
Editais Corin
Editais em Aberto
Editais em Andamento
Editais Fechado
Empresas Juniores
Equipamentos Multiusuários
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe
Equipe e Contatos
Espaços Físicos Comerciais
Estágio Ouvididoria
EXTENSÃO
Extratos de Convênio
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco
Fale Conosco Imprensa
Fale Conosco PROPLADI
Finanças DCF
Formulário Cursos
Formulários - CPPD
Formulários Acadêmicos
Formulários Câmara de Graduação
Formulários COAP
Formulários Cursos Extensão
Formulários DCF
Formulários DP
Formulários Equipe de Trabalho Extensão
Formulários Eventos Extensão
Formulários Monitoria Graduação
Formulários NAAP
Formulários PICDT
Formulários Prefeitura
Formulários Prestação de Contas
Formulários Prestação de Serviços Extensão
Formulários Programas Extensão
Formulários Projetos Extensão
Formulários Publicação Extensão
Formulários STA
Glossário
GRADUAÇÃO
Grupo de Estudo
Grupos PET
Informações para cadastro
informes Mobilidade Acadêmica Intra-campi
Informes Parfor
Iniciação Científica
INSTITUCIONAL
Jantar
Jornal da Graduação
Laboratórios
Lato Sensu
Legislação Docentes
Legislação NULEP
Legislação Ouvidoria
Legislação Técnicos Administrativos
Lei Orçamentária Anual
Leis - CPPD
Links
Links
Links Extensão
Links PARFOR
Links Pós-Graduação
Links úteis
Links úteis NULEP
Links Úteis Servidor
Logotipos
Manuais NULEP
Mão de Obra Terceirizada
Militantes
MOBILIDADE INTRA-CAMPI
MOBILIDADE NACIONAL
Normas
Normas Curso
Normas de Extensão
Normas Financeiro
Notícia
Notícia Destaque
Noticia Pós-Graduação
Notícias
Notícias
Notícias
Notícias Assuntos Estudantis
Notícias CPPD
Notícias da Extensão
Notícias de Cantinas e Espaços Físicos
Notícias Graduação
Notícias Orçamento e Finanças
Notícias Prefeitura
Notícias Rural Semanal
Notícias Servidor
Notícias Servidor S/Imagem
Notícias Terceirizados
Ouvidora
Ouvidoria
PARFOR
PET
Planejamento Institucional
Portal do Serividor
Portarias
Portarias Financeiro
PÓS-GRADUAÇÃO
Práticas Específicas
Pré-Enem Nova Iguaçu
Pré-Enem Seropédica
Prefeitura
Prestação de Contas
Principais Orientações - Coaaf
Principais Orientações - Coapen
Principais Orientações - Cocad
Principais Orientações - Copag
Pró-Reitor Adjunto de Assuntos Adminstrativos
Pró-reitor Adjunto de Assuntos Financeiros
Pró-Reitor Adjunto PROPLADI
Pró-Reitor de Assuntos Administrativos
Pró-reitor de Assuntos Financeiros
Pró-Reitor PROPLADI
Pró-Reitor(a) Adjunto de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) Adjunto de Extensão
Pró-Reitor(a) Adjunto de Graduação
Pró-reitor(a) Adjunto de Pesquisa e Pós Graduação
Pró-Reitor(a) de Assuntos Estudantis
Pró-Reitor(a) de Extensão
Pró-Reitor(a) de Graduação
Pró-Reitor(a) de Pesquisa e Pós Graduação
Processo Seletivo Mobilidade Acadêmica Nacional
Processo Seletivo PARFOR
Processo Seletivo PET
PROEXT
Programas
Programas
Projetos vigentes
PROPLADI
Publicações
Publicações Graduação
Regional ou Cultural
Reitor
Relatórios DCF
Relatórios de Gestão
Religioso ou Ecumênico
Revista Extensão
Rural Semanal
Secretaria Administrativa
Secretaria de Registros Acadêmicos - Solicitações
Secretaria Ouvidoria
Sem categoria
Serviços gerais
Serviços para servidor
Servidor na Mídia
Stricto Sensu
Terceirizados
Treinamentos e Palestras Financeiro
UFRRJ Ciência
Vice-Reitor
Vídeos Imprensa
Portal UFRRJ > EXTENSÃO > Notícias da Extensão > NAI promove inclusão de discentes com deficiência na UFRRJ

NAI promove inclusão de discentes com deficiência na UFRRJ

 

Equipe do NAI durante a SNCT 2019 no IM

Texto: Thaís Melo(*)

Em 2016 foi aprovada a Lei que regulamenta as cotas para pessoas com deficiência em universidades federais. Mas para facilitar a entrada desses estudantes nas instituições, também é necessário dar o apoio que eles precisam. Por isso os Núcleos de Acessibilidade e Inclusão (NAIs) estão espalhados em diversas instituições federais pelo país. Apesar de ter sido criado em 2012, foi apenas em abril de 2019 que o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão da UFRRJ (NAI/UFRRJ) passou a ter a estrutura que tem hoje.

Presente nos câmpus de Seropédica, Nova Iguaçu e Três Rios, o núcleo atualmente atende cerca de 65 alunos. O NAI/UFRRJ está vinculado a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), mas também tem parceria com a Pró-Reitoria de Extensão (Proext) e ainda atua junto a Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes).

O NAI é dividido em 8 comissões, sendo elas: Acolhimento e Acompanhamento Pedagógico, Acessibilidade Física, Acessibilidade Curricular, Capacitação, Ingresso/ e ou Acesso (homologação das vagas), Políticas de Estágio, Política de Inclusão e Comissão de Tecnologia Acessível. Uma das idealizadoras do projeto na Rural e atual coordenadora do Núcleo, a professora Márcia Pletsch disse que o objetivo do NAI é trabalhar com as coordenações de cada curso para que a partir daí, elas  forneçam o apoio que os alunos necessitam.

Márcia Pletsch, atual coordenadora do NAI, falou sobre como as pessoas podem se dirigir ao núcleo. “Para chegar ao NAI existem vários caminhos. Um deles é por meio do coordenador de cada curso, outra forma é quando o aluno vai fazer sua matrícula e informa sua condição e existe uma terceira possibilidade que é o programa de tutoria”, explicou a professora.

A professora contou também as dificuldades enfrentadas pelo núcleo. “A maior dificuldade do NAI é que a coordenação do núcleo acaba trabalhando em todas as unidades da universidade. Eu acabo sendo uma profissional multicampi e essa ação em mais de um câmpus ainda é um pouco complexa em termos administrativos. Já que toda a equipe do NAI tem que se locomover de um câmpus para o outro”, explicou a coordenadora do projeto. 

Atualmente a equipe do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão da UFRRJ é composta pela coordenadora, dois técnicos e quatro residentes profissionais. De acordo com a professora Márcia Pletsch, o  NAI precisa aumentar a sua equipe técnica e para isso são necessários intérpretes de Libras (Língua brasileira de sinais), um revisor braille, um tradutor braille e um audiodescritor. Mas mesmo sem a equipe ideal, o núcleo atende a todos os alunos, inclusive em sala de aula, por meio dos tutores.

Atividade realizada pelo NAI no câmpus no IM durante a SNCT 2019

Os tutores são estudantes da graduação que recebem bolsas para auxiliar os alunos com deficiência que precisem de ajuda em sala de aula. Uma das monitoras do projeto é Cintia Vargas, estudante de graduação em Geologia, que também tem necessidades especiais (baixa visão). Além de participar do “Coletivo de pessoas com necessidades específicas da Rural”, ela ajuda outros discentes assistidos pelo NAI em sala de aula. 

Cintia Vargas também é uma das alunas atendidas pelo núcleo e foi através do coletivo do qual participa que ela se descobriu como uma pessoa com necessidades especiais. Tudo isso depois que já havia ingressado na UFRRJ. “Eu descobri que a minha doença era uma necessidade específica dentro da universidade através da convivência com o coletivo. Eu me aproximei deles primeiro, por outra demanda e comentei sobre a minha baixa visão e eles me falaram ‘então você é deficiente visual também’ e eu tenho uma filha com necessidades.”

A estudante também relatou como foi sua trajetória dentro da universidade. “A minha condição antes de eu usar as lentes me limitava muito. Eu repeti cálculo I,  cinco vezes. Nunca consegui tirar mais que dois em uma prova de cálculo e agora com as lentes eu estou indo maravilhosamente bem nessa disciplina. Eu estou conseguindo dar conta de todas as matérias, mas antes eu tinha uma dificuldade muito grande de ler por um longo período de tempo. Os meus olhos começavam a cansar, a arder e ficava com dor de cabeça. Eu me sentia com baixa produtividade e isso baixava a minha autoestima”, contou a aluna.

O NAI dispõe de duas residentes da área de pedagogia e duas da área de psicologia. Marcelly Nascimento é graduada em pedagogia e atua no NAI desde julho deste ano. A estudante faz mestrado na área e falou como tem sido a experiência de trabalhar no núcleo. “Quando a gente consegue identificar as necessidades e conseguimos ajudar de alguma forma os alunos é muito gratificante. Os estudantes dizem que a partir desse trabalho, eles tiveram uma nova perspectiva sobre inclusão”, relatou a pedagoga. 

A doutoranda em psicologia, Fernanda Mesquita, explicou como o núcleo está sendo importante para a sua vida profissional. “Uma experiência muito enriquecedora principalmente na parte profissional, pois eu ainda não tinha tido a oportunidade de pôr em prática o que eu aprendi na graduação”, contou a psicóloga. 

Número de pessoas atendidas pelo NAI Rural

Na UFRRJ há seis alunos com deficiência visual, um aluno com baixa visão, dois alunos com deficiência múltipla, cinco com deficiência mental, um com deficiência intelectual, um com deficiência auditiva, quatro com baixa audição e 33 com deficiência física. Sendo 46 alunos no câmpus Seropédica, 17 em Nova Iguaçu e dois em Três Rios. 

 

O NAI na SNCT 2019

O NAI/UFRRJ também marcou presença na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) deste ano. As residentes desenvolveram diversas dinâmicas que foram aplicadas nos câmpus da Nova Iguaçu e Seropédica. O objetivo das atividades era fazer com que os visitantes sem deficiência  experimentassem um pouco de como é a vida das pessoas que precisam lidar com limitações físicas em seu dia a dia. Dentre as dinâmicas estavam pintar sem usar as mãos, andar pelo câmpus com os olhos vendados e se locomover usando cadeira de rodas. 

 

Maiores informações abaixo: 

Facebook do NAI

Facebook do Coletivo para pessoas com necessidades específicas

Telefone – Instituto Multidisciplinar (Nova Iguaçu) : (21) 3812-9547

E-mail do NAI

Site do NAI

 

Comunicação Proext*


Postado em 28/11/2019 - 14:46 - Atualizado em 06/12/2019 - 09:25

Últimas Notícias

Skip to content