Pró-Reitoria de Extensão

Militância


Associação Brasileira de Estudantes de Eng. Florestal – ABEEF

Coordenador do Grupo: Lucas Silva Carvalho

Contato: abeef.ufrrj@gmail.com

Ateus e Agnósticos da UFRRJ Sociedade Ateísta – AAUSA

Coordenador do Grupo: Welbert de Souza Cabral

Contato: aausa.ufrrj@gmail.com

Grupo de Agricultura Agroecológica

Coordenador do Grupo: Leonardo Monteiro Conceição

Contato: gae.ufrrj@gmail.com

Grupo Pontes

Coordenador do Grupo: Angleson Figueira Marinho

Contato: grupopontes28@gmail.com

Katumbaia

O Grupo Katumbaia nasceu oficialmente em 26 de Março de 2009, composto por ativistas independentes que perceberam a necessidade de se unir para combater as injustiças e crueldades cometidas contra os animais, objetivando o convívio harmônico com o meio ambiente, assumindo um caráter sócio-ambiental. Somos um grupo sem fins lucrativos, pacífico; proposto ao trabalho de sensibilização, na busca por um mundo onde haja mais respeito pela vida.

katumbaia

“Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais… os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento. A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana.” Charles Darwin

Acreditamos que grande parte dessas injustiças e crueldades cometidas contra os animais, além da exploração a qual são submetidos, vem de um pensamento onde se afirma que o ser humano é alheio e superior ao restante da natureza, podendo assim, fazer com ela o que bem entender. Este preconceito é definido como antropocentrismo, que apresenta como característica intrínseca o especismo, onde os interesses de uma espécie têm menor importância que o de outra, julgada como superior.

Nós do Grupo Katumbaia entendemos que esta forma de pensar traz um mal a todos os animais, incluindo aí os seres humanos, pois inconscientemente assentamos nossas visões de mundo sobre uma base ilógica e injusta que influenciará negativamente nossas ações. Como resultado, tal “olhar superior” e o fato do homem não sentir-se integrado à natureza (do contrário notaríamos que estamos em par de igualdades com os demais animais no tocante ao direito a vida, a integridade física e liberdade) consolidam-se como pilares de vários problemas sociais como, por exemplo, as guerras.

Além do mais, sabe-se que todas as espécies possuem características específicas relacionadas a uma função biológica no seu meio, onde uma tem influência sobre a outra e todas participam da harmonia ou do desequilíbrio do todo, sendo mais uma vez, inaceitável a afirmação da superioridade.

Lutar pela dignidade dos animais é também lutar diretamente pela dignidade e melhoria da vida do animal humano, pois, ao negar o especismo, quebramos preconceitos e pregamos valores éticos ensinando o homem a respeitar as diversas formas de vida inclusive a de sua própria. Quanto mais avançarmos no respeito equânime e no fato de nos sentirmos uma espécie natural e igual em essência e direitos, mais aprenderemos a compreender as diferentes percepções do próximo, construindo um caminho mais sábio ao diálogo, tão necessário ao animal social que somos.

Apoiamos a união dos movimentos sociais e a globalização das causas entre todos os militantes. Ativistas que lutam por assistência aos moradores de rua, reforma agrária ou libertação animal estão todos envolvidos na mesma busca de respeito à vida. Portanto o Biocentrismo vem para eliminar os individualismos e unir todas as bandeiras em torno de um único objetivo, a valorização da vida. Quando entendemos esta mensagem findam-se todos os sectarismos existentes entre os militantes das diversas áreas, fortalecendo então todas as vertentes de luta.

Chega de tratarmos os animais como objetos, de tirá-los de seu habitat para nossa diversão, de utilizá-los em cruéis experiências, de fazermos deles biofábricas. Chega de humilhá-los, de ridicularizá-los. Queremos mais respeito à vida!

Obs.: O Grupo Katumbaia é um grupo que visa à sensibilização e não recebe animais.

 

“Trabalhar os males do homem é dar oportunidade às suas virtudes!”

Causas que buscamos (bandeiras de luta):

-Por um cuidado digno aos animais de rua, e por uma educação ambiental nas escolas que trate especismo (em algum nível) e guarda responsável, essencial à formação do caráter do indivíduo;

-Agroecologia, por segurança alimentar e para que exista campo para uma alimentação saudável e menos destrutiva como vemos no modelo atual de monoculturas, impulsionadas em sua maior parte pela pecuária.

-Pelo fim de animais em circos, onde eles têm sua dignidade perdida, são humilhados, ridicularizados e treinados cruelmente, além de viverem em condições precárias e longe de seu habitat natural;

-Pela substituição de zoológicos por santuários;

-Pela substituição de animais no ensino e na pesquisa por estratégias e métodos substitutivos humanitários;

-Pela adoção de animais. Lembrem-se, eles não são mercadorias;

-Pelo fim da prática odiosa e cruel que é o rodeio, onde vemos os animais adotando comportamentos contrários aos de sua espécie para se livrar do desconforto e da dor que lhe são causados;

-Pelo biocentrismo, a valorização da vida em todas as suas formas e igualdade de importância entre as espécies.

 

Interessou-se pela causa? Não há pré-requisitos para entrar no Grupo Katumbaia, basta ter amor, consciência e vontade de ajudar e de lutar por um mundo mais justo! Ter coragem para fazer o bem. E isso todos temos um pouco. Se você acredita nisso, então junte-se a nós!

 

Coordenador do grupo: Joshua Dylan Moyse

Contato: katumbaia@gmail.com

Facebook: Grupo Katumbaia

Blog: grupokatumbaia.blogspot.com