Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Portal UFRRJ > INSTITUCIONAL > Notícia Destaque > Feira da Agricultura Familiar comemora seu terceiro aniversário

Feira da Agricultura Familiar comemora seu terceiro aniversário

Celebrar os bons frutos

 

Por Thaís Melo (Comunicação Proext/UFRRJ)

 

Festa em comemoração aos três anos da FAF foi realizada na rua em frente ao Pavilhão Central da UFRRJ

A Feira da Agricultura Familiar (FAF) completou três anos de intensa atividade. Para celebrar, a rua em frente ao Pavilhão Central da UFRRJ se coloriu com frutos, flores e pessoas, reunidos na comemoração realizada na manhã de 18 de setembro. Criado para promover a integração entre a comunidade acadêmica e a agricultura local, o projeto vem crescendo e beneficiando cada vez mais produtores.

 

Na feira – que ocorre semanalmente nos câmpus Seropédica, Nova Iguaçu e Três Rios – são vendidos produtos como verduras, legumes, frutas, bolos e doces. Além de alimentos, há plantas ornamentais como cactos e orquídeas, e artesanatos de variados tipos. Tudo isso contribuindo para a saúde da população, para a economia local e para o meio ambiente.

 

No evento de aniversário, foram distribuídas mudas de plantas e adubo Bokashi (feito com matéria orgânica). Também foram divulgados projetos desenvolvidos na Rural por meio de estandes com oficinas e mostras de trabalhos. Além disso, teve café da manhã, bolo de aniversário, barracas temáticas e uma linda apresentação do grupo de extensão Maracatu Baque da Seda.

 

O dia da comemoração foi também o primeiro dia para alguns clientes, como a aposentada Benigna Alvarinha, que conheceu o projeto, convidada por uma amiga frequentadora. “Eu estou gostando muito. Já comprei um quiabinho, pois dizem que legumes orgânicos fazem muito bem para a saúde. Eu pretendo voltar, com certeza. Na próxima quarta, estarei aqui”, disse a moradora de Seropédica.

 

Festa teve café da manhã, bolo de aniversário e barracas temáticas

Quem também fez compras pela primeira vez foi a estudante de Serviço Social Elida Teles, que ouviu as recomendações de uma professora e veio conferir. “Eu estou adorando a feira. Nunca tinha provado nada orgânico e estou me interessando bastante por tudo. Já comprei algumas coisas e ainda vou comprar mais”, contou a discente, que está cursando uma disciplina sobre segurança alimentar. “O projeto é muito importante por fazer as pessoas repensarem a sua alimentação, e também pelo incentivo à agricultura familiar que nós devemos valorizar cada vez mais”. Elida Teles também falou que pretende voltar mais vezes.

 

A aposentada Marli Martins, moradora de Seropédica, frequenta a feirinha há mais de um ano. Segundo ela, a feira é maravilhosa por valorizar os produtos frescos: “Eu gosto muito dos orgânicos por serem alimentos saudáveis. Eu venho sempre e como bolo, compro vários produtos orgânicos, levo cocada, mel, azeite…”.

 

Produtores satisfeitos

 

Os alimentos vendidos na feira são frescos e produzidos com dedicação

Mas não são só os fregueses que são afetados positivamente pelo projeto; o maior impacto foi na vida dos agricultores. Os pequenos produtores têm a oportunidade de vender suas mercadorias no câmpus da Universidade e estão satisfeitos com os frutos do projeto.

 

Sônia Fernandes comercializa plantas desde o início da FAF. “Nesses três anos, melhorou muito. As coisas estão evoluindo e tem sido muito bom trabalhar aqui”, contou a feirante. Ela também falou um pouco da sua paixão por seu ofício. Segundo Sônia, lidar com a terra e com as plantas é uma verdadeira terapia: “É uma coisa que me faz bem. Quando estou trabalhando, esqueço de tudo. Eu mexo com a terra e tenho que fazer muitas coisas, tenho que capinar, plantar… Mas é muito divertido. O processo todo é maravilhoso”.

 

A dedicação ao projeto é evidente tanto do lado dos agricultores quanto dos idealizadores, como a professora do Instituto de Agronomia, Anelise Dias, uma das coordenadoras da FAF. A docente explicou que a ação é um projeto derivado do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar na Baixada Fluminense e Centro Sul do Estado do Rio de Janeiro. Ela relatou a trajetória percorrida nesses três anos: “Nosso maior desafio no início era consolidar a feira, e eu acho que isso nós estamos conseguindo. Pois é preciso ter retorno econômico suficiente para os agricultores pagarem o custo de comercialização, estarem aqui todas as semanas. Para isso, dependíamos de um fluxo de clientes”. Atualmente, há presença fixa de 25 feirantes que conseguem obter renda significativa.

 

A professora Anelise Dias também ressaltou o apoio da UFRRJ e da Pró-Reitoria de Extensão (Proext). Ela ainda destacou que o mais importante é a transformação social no qual o projeto está envolvido: “Quando eu vejo que um agricultor conseguiu se formalizar na atividade, se certificou como orgânico e passou a ver perspectivas de fato na atividade (e quer continuar nela), é muito gratificante. Esse é o resultado que eu quero da feira”. Anelise afirma que esse tipo de iniciativa é uma saída segura para a agricultura familiar, que não produz na mesma escala que o agronegócio.

A emoção causada pela feira é tanta que até mesmo aqueles que chegaram recentemente já mostram o orgulho e o carinho que sentem por ela. Como a agricultora Bruna Quintanilha, que começou a trabalhar na feira há pouco tempo. “Vivo em um sítio, o meu pai produz e venho vender. É a terceira vez que venho e estou adorando. Moro na região e é maravilhoso ter essa interação com o público. Em pouco tempo, pude adquirir mais conhecimento, pois vou conversando e aprendendo com as pessoas”, explicou.

 

Bruna Quintanilha comentou sobre a importância do projeto para a inserção dos produtos orgânicos no mercado: “Hoje em dia, tem muito a questão dos agrotóxicos. Então, o produto orgânico acaba sendo uma alternativa mais saudável. E aqui na feira as pessoas têm a oportunidade de saber de onde vem e como foi feito”. A feirante disse também que pretende continuar vendendo seus produtos na Rural.

 

Com o sucesso dos últimos três anos, e com o interesse aumentando cada vez mais, a feira ainda deve completar muitos aniversários.

 

A FAF do câmpus Seropédica é organizada com apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro. Participaram do evento de aniversário a FAF de Nova Iguaçu e  FAF de Três Rios, a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro,  a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, a Agribio Defensivos Alternativos, o Colégio Técnico da UFRRJ, o Projeto de extensão Guarda Compartilhada da Flona Mário Xavier e o Projeto Fruta é Saúde!

 

Publicado originalmente no Rural Semanal 09/2019.

 


 

O que são produtos orgânicos?

De acordo com a legislação brasileira, os alimentos orgânicos podem ser processados ou in natura. Eles têm como característica o fato de serem obtidos por meio de um sistema orgânico de produção agropecuária que não seja prejudicial ao ecossistema local. Ou seja, sem o uso de produtos químicos sintéticos que prejudiquem a saúde humana e o meio ambiente como, por exemplo, alguns tipos de fertilizantes e agrotóxicos. Esses alimentos precisam ser certificados por organismos credenciados no Ministério da Agricultura e são vendidos com um selo para que os consumidores possam identificar tais mercadorias de forma simples.

 


 

#VemPraFeira

 

Site: http://institucional.ufrrj.br/agroecologia/

 

Câmpus Seropédica – quartas-feiras, das 8h às 12h

Facebook: http://abre.ai/faf_seropedica

Instagram: @feiraufrrj

 

Câmpus Nova Iguaçu – terças-feiras, das 10h às 15h

Facebook: http://abre.ai/faf_nova_iguacu

Instagram: @fafufrrj_im

 

Câmpus Três Rios – quartas-feiras, a partir das 17h

Facebook: http://abre.ai/faf_tres_rios


Postado em 27/09/2019 - 16:36

Notícias Relacionadas

Professora da Rural participa do lançamento de cartilha sobre áreas rurais

Rural de portas abertas para visitas

Professor da UFRRJ coordena projeto de remição de pena através da leitura

Divulgada programação do projeto ‘Cultura Visual: Imersão na Libras’

Rural realiza debate sobre os usos medicinais da Cannabis

Últimas Notícias